Publicado em

Madre Deus celebra Centenário do Samba

Viva o samba!

A festa do centenário do samba acontece em comemoração ao Dia Nacional do Samba. Em dois dias de festa, o centenário do samba conta com atrações em evento aberto ao público.

Os grupos Instrumental Pixinguinha, Sindicato do Samba, Máquina do Samba, Serrinha e Bloco Os Fuzileiros da Fuzarca fazem a festa na sexta, 02 de dezembro, a partir das 18h. E no sábado continua a festividade com os grupos Chorando Calado, Máquina do Samba e Nivaldo Santos.

Viva a Madre Deus.

Publicado em

César Nascimento torna-se Cidadão Maranhense

Em virtude de sua louvável arte e dedicação à Cultura do Estado, César Nascimento, que é natural do Piauí, tem agora a oportunidade de torna-se Cidadão Maranhense, cujo título receberá em Sessão Solene no Plenário Nagib Haickel do Palácio Manuel Beckman, na Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão nesta quinta-feira, 1º, às 11h.

 

César Nascimento tem onze discos gravados, e tem a maioria de suas composições ligadas à Cultura do Maranhão. Exemplo delas: “Serenin”, “O Radinho”, “Maguinha do Sá Viana”, “Sananinha de Baião”, “Galeguinha”, “Janela Aberta”, “Lençóis de Areia” e o ícone “Ilha Magnética”, Bem Cultural e Imaterial do Maranhão, sancionada recentemente pelo Governador do Estado.

 

A música “Ilha Magnética” foi composta por ele em 1980, e foi inspirada pelo sentimento que o artista teve assim que começou a conhecer as pessoas, as belezas naturais, a cultura e costumes de São Luís, cidade onde César morou de 1969 a 2000, fincou morada e construiu família até mudar-se para o Rio de Janeiro onde reside até hoje.

 

A comenda de Cidadão Maranhense à César foi solicitada pela Deputada Estadual Graça Paz (PSL), que também é autora do projeto de lei de nº 179/2016 que tornou a música “Ilha Magnética”, Bem Cultural e Imaterial do Maranhão. Além de “Ilha Magnética”, a música “Ilha Bela” de Carlinhos Veloz também foi transformada em Bem Cultural e Imaterial do Maranhão neste mesmo projeto.

 

 

ANEXO:

César Nascimento 35 anos – síntese

Autor e cantor de músicas como “O radinho”, “Ilha magnética”, “Maguinha do Sá Viana” e “Serenin”, César Nascimento chega aos 35 anos com uma intensa produção e muitos projetos pela frente.

1982 – Ganha, no Festival da TV BAND, em São Luis (MA), com “Nordeste de fulô”, o prêmio de melhor música pelo Júri Popular. 

1983 e 1984 – faz seus primeiros shows em bares da cidade.

1985 – Participa do Festival Viva, onde, como um dos premiados, faz sua primeira gravação em disco.

1986 – Realiza, sob a direção de Euclides Moreira Neto, o show “Fluindo”, no teatro Arthur Azevedo.

1987 – Faz o show “Caçador de corações”, com direção de Leda Nascimento e iluminação de Nerine Lobão.

1989 – Grava, no Rio, seu primeiro LP “Ilha Magnética”.

1990 – Grava, em São Luís, seu segundo LP “César Nascimento”.

1992 – Grava seu primeiro cd:” Reggae Sanfonado “

1993 – Vence, em São Luís, o festival Canta Nordeste com a música O Radinho

1994 – Grava o cd “O Radinho”.

1995 – Grava, com mixagem nos EUA, pela gravadora Atração, o cd [email protected], numa alusão à forte chegada da internet no Brasil.

1996 – Junta-se a Carlinhos Veloz e forma a dupla Baião de Dois, com um CD gravado e uma grande temporada de shows no Brasil e no exterior, tendo como madrinha a Alcione.

1998 – Grava o CD Pescador de Sereia.

2000 – Participa, com a música “Fogueira”, do Festival da Música Brasileira e se muda para o rio de Janeiro com a família.

2001 – Monta, na Lapa, no Rio, sua oficina de percussão com Ritmos do Maranhão.

2002 – Grava o cd Serenin.

2003 – Realiza durante seis meses, no Rio de Janeiro, projeto semanal “César Nascimento – Tambô, forró é convidados” onde recebe Amelinha, Alcione, Nonato Buzar, Mestre Felipe, entre outros.

2004 – Participa do projeto UFF – Interculturalidades, durante dois anos, em Niterói (RJ).

2005 – Muda-se com a família para Petrópolis (RJ), onde faz vários shows e oficinas nos festivais de inverno e teatros da cidade.

2008 – Inicia, sob direção de Natanael Junior, a gravação do projeto dvd e cd Ilha Magnética, a ser lançado nos 400 anos de fundação de São Luis.

2009 – Compartilha, durante três anos seguidos, os seus conhecimentos sobre percussão do Maranhão com músicos profissionais da França.

2012 – Lança, dentro nos 400 anos da cidade de São Luís (MA), o CD e o DVD, Ilha Magnética, com depoimentos, entre outros, de Ferreira Gullar e Alcione.

2014 – Lança o primeiro CD do projeto “Arrasta-pé do César Nascimento”, com uma das músicas em homenagem a João do Vale.

2016 – Grava uma participação especial no DVD “25 anos de Chagas da Maioba”.

César vai receber Título de Cidadão Maranhense. Finaliza o CD “Arrasta-pé do César Nascimento”. Planeja seu próximo disco de carreira e um DVD, em fase de produção, chamado “O violão de César Nascimento” para 2017.

 

Publicado em

Comédia Pão com Ovo é recebe convite para participar de programa do Multishow

paocomovoimg_0221-reduzida

A diretora do programa Prêmio Multishow de Humor acompanhou uma apresentação do Pão com Ovo em sua primeira temporada no Rio de Janeiro e com isso surgiu agora um convite para a trupe do Pão com Ovo participar do programa. Mas, infelizmente, os maranhenses não vão poder participar da próxima temporada do humorístico.

Em sua página no Facebook, a comédia Pão com Ovo, revelou o convite e explicou a sua ausência. “Infelizmente não poderemos, pois estaremos em cartaz na época da gravação no Teatro Miguel Falabella no Rio de Janeiro a partir do dia 19 de janeiro.“, revelam. O Pão com Ovo não mandou material para o programa e eles finalizam que estão “muitos felizes com a lembrança do nosso trabalho e honrados com o convite“, finalizam.

Fica pra próxima!

Publicado em

PROCON/MA consegue liminar para impedir fechamento de agências do Banco do Brasil

wp-1480464672832.jpg

A Justiça deferiu, nesta terça-feira (29), liminar em ação civil pública por meio dao Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Maranhão (PROCON/MA) requer a suspensão do fechamento de 13 agências bancárias no Maranhão. A ACP foi protocolada na Vara de Interesses Difusos e Coletivos em São Luís após decisão do Banco do Brasil de que 402 agências e 31 superintendências teriam suas atividades encerradas, além de 379 agências serem transformadas em postos de atendimento em todo o país.

Na liminar, o magistrado titular da Vara, Douglas Martins, determina o pleno funcionamento de todas as atuais agências no Estado do Maranhão, abstendo-se, ainda, de reduzi-las a postos de atendimento. Os bancos deverão apresentar relatório evidenciando a motivação, os impactos econômicos e a adequação das mudanças ao plano de negócios e à estratégia operacional da instituição, conforme art. 16, Resolução nº 4.072, do Banco Central.

Também deverão apontar quais os serviços deixariam de ser prestados nos postos de atendimento e quais continuarão sendo oferecidos, além de informar quais providências estão sendo ou foram tomadas para não gerar impacto negativo aos consumidores e apresentar o quantitativo de funcionários, atendimentos realizados em 2016 e clientes das agências que serão reestruturadas no Estado do Maranhão. Uma audiência de conciliação também foi marcada para o dia 24 de janeiro, às 10h, quando deverá ser tentado um acordo, conforme dispõe o Código de Processo Civil.

O Banco ainda pode ser condenado a pagar a quantia de R$ 40.000.000 (quarenta milhões de reais) em danos morais coletivos. Diante desse anúncio de suspensões do serviço, o PROCON reconhece diversas afrontas aos direitos dos consumidores maranhenses. O principal deles diz respeito à alteração unilateral do contrato, ou seja, o descumprimento do serviço essencial por parte da instituição bancária, sem qualquer consulta aos correntistas das agências. Dessa maneira, o fornecedor descumpre o artigo 51 do Código de Defesa do Consumidor, prejudicando os usuários do serviço.

Outro fator que levou ao ingresso da ACP é o descaso constante da instituição com os consumidores demonstrado nos relatórios das fiscalizações realizadas pelo PROCON. Somente de abril a junho de 2016, o referido banco lucrou exatamente R$ 2,46 bilhões, comprovando que a atual crise por qual passa o país não atingiu as instituições financeiras. O lucro dos bancos, inclusive, supera o lucro de todos os outros setores da economia brasileira juntos.

Contudo, mesmo com sucessivos lucros bilionários a cada trimestre, o serviço bancário não apresenta melhorias efetivas. Diariamente, os consumidores sofrem em filas quilométricas, até mesmo fora das agências, comprovando necessidade de expansão das unidades de atendimento e a contratação de mais bancários.

Atos contraditórios

Segundo o presidente do Procon/MA e diretor dos Procons Nordeste, Duarte Júnior, o Banco do Brasil age de forma paradoxal aos grandes lucros. “Confiamos na justiça e não aceitaremos retrocesso. Chama-se atenção para o fato de que mesmo com lucros bilionários, o Banco do Brasil prefere fechar agências do que investir na melhoria e humanização do atendimento. Temos pleno conhecimento que o princípio da livre iniciativa é essencial para a ordem econômica, assim como os direitos básicos do consumidor, ambos com previsão expressa no art. 170 da Constituição Federal/1988. Logo, vamos continuar atuando de forma técnica e não admitiremos sobreposição e retrocessos aos direitos e garantias sociais previstos constitucionalmente”, afirma.

O Procon/MA reforça o fato de ter intensificado as fiscalizações no ano de 2016, realizando, semanalmente, vistorias nos bancos em todo o Maranhão. Por conta de infrações como demora no atendimento, falta de dinheiro em caixas eletrônicos, entre outras, o Procon multou somente as agências bancárias que serão fechadas, em um total de R$ 472 mil, nos anos de 2015 e 2016. Dentro deste valor, R$ 62 mil foram aplicados a agência de Imperatriz, R$ 10 mil à agência de Açailândia, R$ 390 mil à agência São Luís na Deodoro, mais de R$ 2 mil à agência do Anjo da Guarda e R$ 5 mil à agência do Anil.

Diante do relatório de fiscalização apresentado pelo órgão, é contraditório acreditar que o consumidor maranhense não será afetado com o fechamento de agências, que são inclusive utilizadas para recebimento de benefícios sociais. Como justificativa dessa ação, o Banco do Brasil, informa que a instituição tem objetivo de economizar e investir em atendimentos virtuais, abrindo 255 agências digitais em 2017.

Entretanto, considerando a realidade maranhense, o investimento apenas em canais digitais, como sugere o banco, não é suficiente para a garantia do atendimento bancário, que deveria ser utilizado como alternativa e não ferramenta principal. Segundo dados fornecidos pela Agência Nacional de Telecomunicações – Anatel, o Maranhão é o estado da federação com o menor acesso à internet, apenas 9,8% dos domicílios têm acesso ao serviço.

O presidente destaca, ainda, que o fechamento das agências bancárias acarreta mais custos aos consumidores, que terão de arcar com grandes deslocamentos para utilizar o serviço, assim como a economia local será afetada, principalmente nos municípios do interior do estado, onde não existe grande quantidade de agências à disposição e o dinheiro em espécie ainda é mais utilizado que cartões de débito ou crédito.

Tais argumentações, aliada ao fato de semanalmente serem aplicadas dezenas de sanções em bancos pelo Procon Maranhão, leva a conclusão de que fechar agências e diminuir o corpo de funcionários não é a solução para o problema no estado.

Publicado em

Ingressos do Festival Maranhense de Humor já à venda

Festival acontece no dia 16 de dezembro no palco do Teatro Arthur Azevedo às 20h.

Personagens, piadas, comédia em pé na primeira etapa do Festival Maranhense de Humor. Tedd Mac, Max Paviaani e Genésio Rosado dividem o palco do Festival Maranhense do Humor e abrem espaço para novos talentos da cena da comédia em pé.

max-paviaani-bam_1187
do Anjo da Guarda para os palcos do Teatro Arthur Azevedo. Max Paviaani conquistou o público na Internet com o personagem Zezinho Boladão.

Ingressos já à venda – O passaporte para o Festival Maranhense de Humor já está à venda nas lojas Overall (Tropical Shopping e Rio Anil Shopping) no preço de R$ 40,00 inteira e R$ 30,00 meia.

Mais sobre o evento:

O Festival acontece para abraçar artistas como Max Paviaani e Genésio Rosado, destaques no humor stand-up em São Luís. Max ganhou notoriedade em seu canal do YouTube, enquanto Genésio foi um dos destaques no Festival de Humor do canal Multishow (GloboSat). Tem ainda a presença do ator Tedd Mac, com uma carreira de 15 anos dedicados principalmente ao humor. No palco do Festival Maranhense de Humor, Tedd vai poder apresentar seus personagens de maior sucesso e interagir com o público para uma noite inesquecível.

SERVIÇO:

O QUE?

FESTIVAL MARANHENSE DE HUMOR (FMH) – 1º ETAPA

QUANDO?

16 de dezembro – 20h

ONDE?

Teatro Arthur Azevedo – Rua do Sol, Centro, São Luís-MA.

QUEM?

Tedd Mac (MA), Max Paviaani (MA), Genesio Rosado (MA).

PREÇOS:

PLATÉIA E FRISA:

R$ 40 INTEIRA – R$ 20 MEIA

CAMAROTE, BALCÃO, GALERIA –

R$ 30 INTEIRA – R$ 15 MEIA

 

 

 

Publicado em

Grupo festeja chegada de Cabral ao Bangu

Cabral é levado para Bangu; grupo festeja chegada com fogos e espumante

O ex-governador do Rio Sérgio Cabral foi transferido na noite de hoje (17) para o Complexo Prisional de Gericinó, após passar por exame no Instituto-Médico Legal (IML).

Cabral foi preso por volta das 6h pela Polícia Federal como parte da Operação Calicute, desdobramento da Operação Lava Jato. O ex-governador ficou cerca de 11 horas na sede regional da Polícia Federal no Rio.

Cabral deverá ficar na unidade de Bangu 8, em Gericinó, reservada para presos com nível superior.

Fogos e espumante

Na porta do complexo, cerca de 30 pessoas aguardavam a chegada do comboio. Ao avistarem os carros da PF, o grupo soltou fogos e estourou um espumante.

Operação Calicute

O ex-governador teria recebido propina de construtoras em seus dois mandatos, entre 2007 e 2014, afirmarama Polícia Federal, a Receita Federal e o Ministério Público Federal. Segundo as investigações, o ex-governador chefiava um esquema de corrupção que cobrou propina de construtoras, lavou dinheiro e fraudou licitações em grandes obras no estado realizadas com recursos federais.

De acordo com Ministério Público Federal, Sérgio Cabral chegou a receber R$ 350 mil de “mesada” da Andrade Gutierrez e R$ 200 mil da Carioca Engenharia que, no segundo mandato, aumentou o pagamento para R$ 500 mil.

As investigações começaram em julho, a partir de informações colhidas em acordos de delação premiada de executivos da Andrade Gutierrez e da Carioca Engenharia. A PF e o MPF se concentraram na apuração de irregularidades em três obras, cada uma orçada em mais de R$ 1 bilhão: a reforma do Maracanã para a Copa de 2014, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Favelas e o Arco Metropolitano. A força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, por sua vez, investigou a contratação da Andrade Gutierrez para a obra de terraplanagem do Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj). Com informações da Agência Brasil.

Publicado em

Após Trump vencer, George Soros convoca reunião emergencial para rediscutir rumos da esquerda

O bilionário George Soros, um dos maiores financiadores privados da esquerda mundial, convocou uma reunião de emergência em Washington, EUA, depois que a candidata socialista apoiada por Soros, Hillary Clinton, perdeu as eleições americanas para Donald Trump.

A reunião de três dias, que começou no último domingo e foi ignorada pela imprensa mundial, acontece em um dos hotéis mais caros dos EUA, o Mandarin Oriental, e contará com a presença de líderes dos principais sindicatos e grupos de esquerda do país, bem como líderes políticos do Partido Democrata, como a líder do partido na Câmara, Nancy Pelosi, a senadora Elizabeth Warren e o vice-coordenador das primárias do partido, Keith Ellison.

As sessões do evento incluem debates sobre como proteger o Obamacare, como fazer a esquerda ganhar novamente os votos dos trabalhadores e a importância de captar mais dinheiro para apoiar as iniciativas da esquerda.

A reunião é organizada pela Democracy Alliance (DA), fundada por Soros e outros grandes financiadores do Partido Democrata em 2004 para apoiar a candidatura de John Kerry contra o George W. Bush. Cada membro da DA tem que doar pelo menos 200 mil dólares por ano para grupos de esquerda, além de uma anualidade de 30 mil dólares para o DA.

O líder do grupo, George Soros, investiu 25 milhões de dólares na campanha da derrotada Hillary Clinton, e também financia grupos no Brasil como o Mídia Ninja e a Agência Pública, ligada a Leonardo Sakamoto.

Soros também é conhecido por defender o globalismo, uma visão de mundo que prega a instituição de um único governo mundial centralizador de poder.

Publicado em

Festival BR135 é lançado no Bangalô Gastrolouco

djjards

Há menos de dez dias da estréia do BR-135 de 2016 no centro da cidade,  shows e discotecagem fazem o lançamento oficial do festival no Bangalô Gastrolouco, na Avenida Litorânea. Dj Jards Zue abre a noite, seguido de apresentações das bandas Canal Raja, Forró Pé de Serra do Raimundinho e Banda Telúricos.

O festival BR-135 vai voltar a ocupar a Praia Grande com shows e intercâmbio de idéias sobre o mercado da música. Nação Zumbi, Liniker e Di Melo são as principais atrações musicais do evento deste ano, que terá ainda como convidados os artistas Bruno Batista (MA), DuSouto (RN) e Venga-Venga (SP), além de 15 shows de artistas e bandas locais e nacionais escolhidas entre mais de 300 inscritas de todo o Brasil.

No Conecta Musica, a parte de intercâmbio de saberes do evento, que abrange palestras, oficinas e encontros entre artistas, produtores e jornalistas de várias cidades brasileiras, os participantes irão debater sobre arte, cidadania, música, cultura digital e jornalismo cultural. Entre os nomes confirmados estão Roberta Martinelli (TV Cultura e Rádio Eldorado), Alexandre Mathias (blog Trabalho Sujo), Marcelo Costa (blog Scream&Yell), Maurício Garcia (Virada Cultural SP), Júlio Barroso (Ocupa Minc RJ), Alexandre Rossi (Circo Voador RJ), Marcel Arêde (Amplicriativa) e Ricardo Rodrigues (Festival Contato).

O evento segue ocupando o centro histórico como forma de resistência cultural por meio da arte. “Além da música, nesta edição outras linguagens estarão nos palcos e na rua em um amplo painel de formas de expressão. Nossa ideia é mostrar que a estrada do festival está aberta para os artistas que resistem fora da indústria cultural tradicional”, explica Luciana Simões, realizadora do evento ao lado de Alê Muniz.

Fora do palco a arte também estará em exposição na feira criativa, que reunirá no entorno diversos pequenos negócios que representam a economia criativa relacionada ao mundo da música e ao universo dos shows de rua, como comércio de camisetas, brechó, foodtruck e cervejas artesanais.

Vivo Transforma

O Festival BR 135 e Conecta Música tem o patrocínio da Vivo via plataforma Vivo Transforma, que promove o desenvolvimento sustentável com iniciativas sociais, ambientais e culturais. Em cultura, o Vivo Transforma protagoniza e apoia projetos pautados na formação musical para jovens, na democratização do acesso à música e ao teatro, com ingresso solidário ou de baixo custo e também em iniciativas que utilizam mecanismos digitais como ferramenta para o desenvolvimento cultural e social.

LANÇAMENTO DO BR135

Dia 17 de novembro, às 20h30

Bangalô Gastrolouco – Avenida Litorânea- Calhau

Shows do Canal Raja, Forró pé de Serra do Raimundinho e banda Telúricos.