Publicado em

Jovem Pan FM passa a tocar forró e sertanejo

Você já pensou em colocar na rádio Jovem Pan FM e ouvir Wesley Safadão? E em seguida tocar uma música sofrida de Marília Mendonça? Isso certamente vai acontecer se você sintonizar em qualquer emissora da rádio Jovem Pan FM. A rede de rádios inseriu em sua programação alguns dos artistas mais bombados em execuções musicais e quantidade de shows. Por outro lado, fãs da grife de rádio não aprovaram a nova postura da rádio de Tutinha.

Simone e Simaria, Luan Santana, Wesley Safadão, Marília Mendonça são alguns artistas que chegam para a playlist da maior rede de rádios do Brasil. A Pan que sempre primou por uma pegada pop, acusa a crise e o novo modelo do mercado para apostar em nomes do sertanejo, arrocha e forró. O presidente e CEO da Jovem Pan AM e FM, Tutinha Carvalho, enviou um recado para todas as afiliadas com a justificativa de que a falta de novos artistas brasileiros no cenário pop o levaram para esse caminho. Além de analisar o mercado que aponta também nessa direção.

Já aconteceu uma vez

A Jovem Pan nos anos 90 também já apostou em ritmos fora de sua linha original. No auge da axé music, a rede chegou a tocar É o Tchan, Ivete Sangalo, Terra Samba, Netinho e outros artistas que faziam sucesso na época. Mas logo em seguida a rede recuou na aposta.

E você, ouvinte, o que acha dessa mudança?

Publicado em

Por 8 votos a 1, STF decide manter Eduardo Cunha preso

Da redação do UOL

Em julgamento na tarde desta quarta-feira (15), o STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu negar, por 8 votos a 1, o pedido de liberdade do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), réu em processos da Operação Lava Jato.

O relator do caso no STF, ministro Edson Fachin, afirmou em seu voto que o tipo de recurso utilizado por Cunha para pedir a liberdade não poderia ser aceito. A defesa do ex-deputado apresentou uma reclamação, tipo de recurso que serve para analisar possível desobediência a ordem anterior do STF.

Acompanharam o voto do relator os ministros Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux, Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Celso de Mello e a presidente do Supremo, Cármen Lúcia.

O STF é composto por 11 ministros. No entanto, com a ausência do ministro Ricardo Lewandowski e com a vaga de Teori Zavascki, morto em janeiro, ainda não preenchida, só nove magistrados participaram da sessão de hoje.

‘Não me cabe tomá-lo como Geni’

Apenas o ministro Marco Aurélio votou a favor da soltura de Cunha. Ele afirmou em seu voto que, apesar da gravidade das acusações contra o ex-deputado, elas não justificam sua prisão antes do julgamento em definitivo dos processos.

“E não adentro aqui o campo de avaliação da simpatia ou antipatia do agravante [Eduardo Cunha]. E não cabe, permita-me Chico Buarque, tomá-lo como Geni e ter-se a inversão total partindo-se para praticamente o justiçamento quanto à concepção de culpa do agravante”, disse Marco Aurélio.

Esse mesmo recurso já havia sido negado pelo ministro Teori Zavascki, morto em janeiro num acidente aéreo, que foi o relator da Lava Jato no Supremo antes de Fachin assumir os processos ligados à operação.

A defesa de Eduardo Cunha afirmou no recurso ao Supremo que o juiz Sergio Moro, responsável pela ordem de prisão do ex-parlamentar, descumpriu uma decisão da Corte.

Na petição, os advogados afirmam que o Supremo já havia decidido que Cunha não poderia ser preso pelos fatos investigados contra ele na Lava Jato, ao entender que o ex-deputado deveria ser afastado da presidência da Câmara, em maio do ano passado. Para a defesa, os ministros decidiram substituir a prisão pelo afastamento de Cunha.

Fachin afirmou em seu voto que a ordem de prisão de Moro não descumpriu decisão do Supremo, pois o STF não chegou a analisar se havia motivo para a prisão de Cunha quando o afastou do mandato.

No ano passado, o Supremo determinou o afastamento de Cunha do exercício do mandato, o que na prática o afastou do comando da Câmara, mas lhe permitiu manter formalmente o cargo. Em julho, ele renunciou à presidência da Câmara.

Publicado em

Osvaldo Mandou Legal precisa de ajuda de amigos e familiares

Hora de “Mandar legal” com o comunicador Osvaldo Souza e Silva, o Osvaldo Mandou Legal. Ele passa por um momento delicado em sua saúde com o aparecimento de um câncer na garganta. No momento ele já embarcou para a cidade de Imperatriz-MA onde passará por sessões de quimioterapia e radioterapia.
Osvaldo é um defensor da cultura popular maranhense e dedicou sua vida a ela. Sem poder trabalhar, Osvaldo precisa da ajuda de familiares e amigos para custear sua estadia em outra cidade.
Para ajudar é só depositar qualquer valor na conta do comunicador.
BANCO DO BRASIL
AG: 1613-6
CC: 27.454-2
TITULAR: OSVALDO SOUZA SILVA
Publicado em

Governo do MA divulga nova Praça da Litorânea. Atenção no detalhe

O “Parquinho da Litorânea” estava completamente abandonado. O secretário de infraestrutura Clayton Noleto divulgou fotos áreas do novo local. A praça ganhou cor e ficou toda amarela. Mas o que chamou atenção também foi a “língua preta” na foto. E essa área está própria para banho?

 

Publicado em

Rádio MPB FM encerra suas atividades

O início da noite nesta terça-feira (31) foi esquisito para os ouvintes da MPB FM 90.3 do Rio de Janeiro. A emissora retornou da Voz do Brasil (transmitido entre 19h00 e 20h00) sem locução, apenas executando músicas nacionais intercaladas de algumas vinhetas. Na internet, o site da MPB FM saiu do ar e as atualizações nas redes sociais foram suspensas. O tudoradio.com esteve em contato com o Grupo Bandeirantes de Comunicação, que confirmou que a BandNews FM 94.9 assumirá o canal da MPB FM.
A matéria veiculada pelo O Globo indica que a BandNews FM atuará de forma simultânea nos canais 90.3 FM e 94.9 FM. A 90.3 FM foi adquirida pelo Grupo Bandeirantes em 2012 e, durante um período de tempo determinado entre as partes envolvidas no acordo, a programação da MPB FM deveria ser mantida. Depois desse período, que não foi informado pelo O Globo ou publicamente pelo Grupo Bandeirantes, o grupo paulista poderá atuar da maneira como preferir em 90.3 FM.
Vale lembrar que a atual BandNews FM 94.9 é fruto de uma parceria entre o Grupo Fluminense de Comunicação e o Grupo Bandeirantes, possibilitando a permanência da rede jornalística no canal desde 2005, ano de criação do projeto. Segundo informações extraoficiais, a BandNews FM atuará nos dois canais até que a sua audiência se acostume com a sintonia 90.3 FM. O Grupo Bandeirantes não informou se a BandNews FM deixará a sintonia 94.9 FM.
Os funcionários da MPB FM foram dispensados na tarde desta terça-feira (31). A emissora que tem a sua programação 100% voltada à música brasileira foi fundada em 1994, com os nomes de Nova FM e, posteriormente, como Nova MPB FM. Atua com o nome MPB FM desde 2002 (quando estava sob o comando do Grupo O Dia).
Publicado em

Eike Batista chega ao Rio e é levado preso

O avião que trouxe o empresário Eike Batista pousou no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, por volta das 9h50 desta segunda-feira (30). Eike deixou o aeroporto John F. Kennedy, em Nova York (EUA), às 0h45 (horário de Brasília), no voo 973 da America Airlines, para se entregar à Justiça brasileira.

Por volta das 10h27, o empresário chegou ao IML (Instituto Médico Legal), para realizar exames de corpo de delito. O empresário ficou no local por cerca de 30 minutos.

Às 11h20, ele chegou no presídio Ary Franco, zona norte do Rio. O empresário não tem diploma universitário e, por isso, deve aguardar julgamento em uma cela comum.

Ele teve a prisão decretada na quinta-feira (26), no âmbito da Operação Eficiência, segunda fase da Calicute, o desdobramento da Lava Jato no Rio. Considerado foragido pela Justiça, o empresário teve o nome incluído na lista de procurados da Interpol.

Fernando Martins, advogado responsável pela defesa de Eike, disse durante entrevista na entrada do presídio Ary Franco que o principal objetivo agora é preservar a integridade de seu cliente.

“Ele acabou de chegar e a gente ainda não conseguiu traçar uma linha de defesa. Então, vamos aguardar e conversar com o cliente. Até agora estamos tomando as medidas jurídicas cabíveis no sentido de preservar a integridade física [dele]. Esse é o nosso primeiro objetivo”, disse.

O advogado disse que não sabia informar se Eike ficará em uma cela comum. “Não sei detalhe sobre cela comum.”

A investigação

Quando o mandado de prisão foi expedido, Eike estava fora do país. A prisão foi decretada após a delação dos irmãos e doleiros Renato Hasson Chebar e Marcelo Hasson, que contaram sobre o pagamento de US$ 16,5 milhões de propina ao ex-governador do Rio ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB).

Segundo a investigação, o pagamento da propina faz parte do esquema usado por Sérgio Cabral e outros investigados para ocultar mais de US$ 100 milhões remetidos ao exterior. Desse valor, repassado em ações da Vale, da Petrobras e da Ambev, apenas 10% já foi recuperado pelo Ministério Público Federal.

Ao decidir pela prisão preventiva de Eike e de mais oito pessoas, o juiz Marcelo Bretas argumentou que havia “a necessidade estancar imediatamente a atividade criminosa”.

Além da prisão preventiva de Eike, foram pedidas as prisões do ex-governador fluminense Sérgio Cabral (PMDB), do ex-secretário Wilson Carlos, do ex-assessor de Cabral Carlos Miranda. Também são alvos Luiz Carlos Bezerra, Álvaro José Galliez Novis, Sergio de Castro Oliveira, Thiago Aragão, Francisco de Assis Neto e o advogado Flávio Godinho. Cabral, Wilson Carlos e Miranda foram presos na primeira fase, de 17 de novembro de 2016.

Publicado em

Vereador propõe regulamentação do Uber em São Luís

O vereador de São Luís, Paulo Victor, apresentou um projeto para regulamentar o serviço de Uber na capital maranhense. A lei regulamenta a atividade privada de transporte individual remunerado de passageiros. Alguns pontos do projeto (veja aqui). Essa condição é restrita à Operadoras de Tecnologia de Transporte Credenciadas – OTTCs, pois elas são responsáveis pela intermediação entre os motoristas prestadores de serviço e seus usuários.

No passado, a ex-vereadora Luciana Mendes, apresentou um projeto para proibir o serviço de Uber em São Luís. O resultado foi a na renovação do seu mandato para a câmara municipal.  O projeto pretende ainda taxar motoristas do serviço. As taxas são definidas em duas categorias, carro luxo e categoria convencional. A ‘luxo’ será obrigada a pagar uma taxa anual equivalente a um salário mínimo (valor vigente). Já o ‘convencional’ fica fixado o valor de 80% do salário mínimo vigente.

Os carros não podem ter mais que 10 anos de fabricação e ainda será cobrado imposto na prestação do serviço através do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza – ISS. O valor é de 5% (cinco por cento), sendo base de cálculo o valor do serviço prestado e tomará como responsável tributário às Operados de Tecnologia e Transporte Credenciadas – OTTCs, ficando esses obrigados a reter na fonte os valores relativos ao ISSQN e repassá-los aos cofres municipais.

O vereador Paulo Victor participou ainda de uma reunião com o presidente do Procon Maranhão, Duarte Jr, para conferir a constitucionalidade do projeto. Duarte Jr prestou total apoio ao projeto de lei “Após exaustiva análise, reafirmo meu total #apoio a esse projeto de lei, pois permite uma livre concorrência, garante mais alternativas aos consumidores e por consequência incentiva a melhoria na qualidade do serviço de transporte em nossa cidade.”, revelou o presidente do Procon.

E você aprova o projeto?

 

 

 

Publicado em

DJ Zod participa do Conexão Rio Maranhão ao lado de Tarcísio Selektah

Nesta sexta-feira, 27, no Bar Odeon Sabor & Arte (Rua João Vital de Matos, 119, Praia Grande), às 22h, acontece a II Edição da “Conexão Rio Maranhão” com DJ Zodtrazendo um repertório dançante com 90 % de música brasileira, que ressoa direto das baladas alternativas do Rio de Janeiro.

É sempre uma satisfação para os amigos e admiradores ter a presença do DJ Zod em São Luís (MA). Radicado na capital carioca há mais de 30 anos, o maranhense Luís de França, que adotou Zod como nome artístico, tem uma sólida carreira profissional no país como publicitário, artista plástico e DJ, inclusive foi presença na programação cultural das Olimpíadas 2016, entre outros grandes eventos nacionais e internacionaisdos quais participou.

Zod participa da segunda edição do Conexão Rio Maranhão. A noitada acontece no Bar Odeon, na Praia Grande

No Rio de Janeiro, ele é morador do boêmio Santa Tereza, na região do Corcovado, por lá é DJ residente do restaurante Santa Levada, no Largo dos Guimarães, e também tem forte engajamento em defesas de causas sociais do bairro.

II Edição da “Conexão Rio Maranhão” tem produção local de Márcia Torres, psicóloga, professora universitária e entusiasta da cultura local, com atuação na música popular, no tambor de crioula e na capoeira. Na festa, além do DJ Zod, haverá a participação especial do DJ Tarcísio Selektah, colecionador de discos e pesquisador musical, que faz um som surpreendente em todos os estilos. 

SERVIÇO:

II Edição da “Conexão Rio Maranhão” 

Com DJ Zod e Tarcísio Selektah

27 de janeiro, sexta-feira, 22h

Bar Odeon Sabor & Arte (Rua João Vital de Matos, 119, Praia Grande)

Ingressos no local: R$ 20

Produção: Márcia Torres

Mais informações: 98 98813 8013.

Com informações da assessoria