RJ: Momento em que sequestrador é atingido pelo sniper

A Polícia Militar do Rio de Janeiro matou na manhã desta terça-feira (20) um homem que manteve 37 pessoas reféns durante quase quatro horas na ponte Rio-Niterói. Nenhum refém foi ferido. Segundo a polícia, o homem foi identificado como Willian Augusto Nascimento.

O porta-voz da PM, coronel Mauro Fliess, confirmou que atiradores de elite executaram a operação que culminou na morte do sequestrador. Nascimento foi atingido no momento em que saiu do veículoapontando uma arma para um refém. Ao ser baleado, caiu do ônibus e morreu.
A pistola que nascimento usou no sequestro, segundo a polícia, era de brinquedo, mas ele também portava uma faca e outras armas brancas.

O sequestro começou por volta das 5h30, quando o homem obrigou o motorista do ônibus que faz a linha 2520, estacionasse o veículo atravessado na ponte. O veículo, da Viação Galo Branco, ia do Jardim Alcântara (São Gonçalo, região metropolitana do Rio) para o Estácio (região central da cidade) e estava cheio no início do rush matutino.
Além da pistola falsa, o sequestrador tinha uma faca, um taser (arma que dá choques elétricos) e um galão de gasolina que ameaçou usar para atear fogo no veículo. Ele tambémchegou a jogar um coquetel molotov na direção dos policiais. (Folha de São Paulo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *