O Governo do Maranhão por intermédio da Secretaria de Segurança Pública entrega mais 51 viaturas. A entrega aconteceu no Palácio Henrique de La Roque, Calhau. Representantes da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) e demais autoridades estiveram presentes.

“É mais um momento importante para a polícia maranhense e parabenizamos o governador pela atenção que tem dado à Segurança, dotando as polícias, e, assim, garantindo o êxito dos trabalhos”, pontuou o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Frederico Pereira.

A aquisição dos veículos atende a demanda por estrutura no setor e acompanha as ações da política de Segurança na reestruturação das polícias. “Esses novos veículos integram o conjunto de medidas que o Governo promove para garantir condições adequadas para o trabalho à nossa polícia. A reformulação do sistema de Segurança passa pela equipagem das corporações e valorização do efetivo”, enfatizou o comandante-geral da Polícia Militar.

As viaturas são do tipo Ranger, padrão, equipadas com giroflex, rádio comunicador e cela de isolamento. Serão distribuídas para as Polícias Civil e Militar em 51 cidades maranhenses. A distribuição das viaturas é um reforço ao planejamento do governo que tem investido no reaparelhamento das forças de segurança. Com esta entrega já ultrapassam as 600 novas viaturas distribuídas pelo Governo do Estado, desde o início da gestão.

Com informações da assessoria de imprensa

Ao deixar um seminário em Pequim, Temer foi perguntado sobre seu retorno ao Brasil. “Depois que disseram que eu vou voltar, não vou voltar não. Vou ficar”, disse o presidente.

Assessores do presidente confirmaram que ele estaria pensando em voltar ao Brasil na terça-feira, dia 5. A alegação era a votação dos destaques da meta de déficit fiscal no Congresso, marcada para às 19h de terça-feira.

Temer, no entanto, não chegaria a tempo. Além disso, os pontos essenciais do texto já foram aprovados. Outras fontes, no entanto, confirmaram que havia uma preocupação do presidente com a possibilidade de apresentação de nova denúncia por Janot com Temer fora do país.

No entanto, a divulgação de que esse era a real preocupação por trás da antecipação – e com parte da comitiva sendo contrária ao seu retorno antecipado – Temer teria desistido de deixar a China antes do final do encontro dos BRICS, do qual participa de domingo a terça.

do Lauro Jardim
Rodrigo Maia acaba de mandar para o Congresso projeto de lei em regime de urgência com a reoneração da folha de pagamento.
Foram preservados apenas os setores de transporte público urbano, comunicação, construção civil e de construção de obras de infraestrutura.
Todas os demais setores terão elevação da contribuição patronal sobre a folha de pagamento.
O governo havia enviado uma medida provisória em março, mas sem apoio para aprovar no prazo, revogou o texto. Na época, a estimativa era arrecadar cerca de R$ 2,1 bilhões neste ano.