A Mega-Sena acumulou e pode pagar R$ 40 milhões neste fim de semana. O sorteio do concurso 1.955 da modalidade será realizado neste sábado (5), às 20h (horário de Brasília), no Caminhão da Sorte da Caixa, que está na cidade de Itabela (BA).

Por ter final com o número cinco, o concurso recebe um adicional de 22% do total destinado a prêmio dos últimos cinco sorteios – o mesmo ocorre a cada final zero. Na poupança, o prêmio estimado de R$ 40 milhões renderia mais de R$ 225 mil por mês. Com o valor integral do prêmio, é possível adquirir 266 carros de luxo ou 11 mansões.

A aposta mínima na Mega-Sena é de R$ 3,50 e pode ser feita em qualquer lotérica do país. Clientes com acesso ao Internet Banking Caixa podem fazer suas apostas na Mega-Sena pelo computador pessoal, tablet ou smartphone. Basta ter conta corrente na Caixa e ser maior de 18 anos. O serviço funciona das 8h às 22h (horário de Brasília), exceto em dias de sorteio, quando as apostas se encerram às 19h, retornando às 21h para o concurso seguinte.

A partir do exato momento que você entra, ou entra no esquema ou não faz. É uma mão lava a outra. Tu me faz um favor, que eu te faço um favor. Eu não trabalho dessa forma
Tiririca, deputado federal por São Paulo

Para completar oito anos de mandato, o deputado Tiririca só teve uma proposta aprovada na câmara dos deputados: a inclusão das artes e atividades circenses na Lei Rouanet.
O “toma lá, da cá” da política não agrada o humorista. O deputado voltou a fazer shows pelo Brasil há cinco meses. Os shows acontece aos finais de semana, de sábado a domingo, o resto da semana ele se dedica a vida de parlamentar.
Sobre se vai tentar reeleição próximo ano, Tiririca disse ao portal UOL que está em dúvida e que a tendência é mais para abandonar a vida de político. O cearense relembra uma música de Bezerra da Silva para explicar a atual situação do Brasil que diz “para tirar meu Brasil dessa baderna, só quando morcego doar sangue e saci cruzar as pernas”.

Da Agência Brasil

Chega hoje (3) aos cinemas o longa-metragem O filme da minha vida, dirigido por Selton Mello.  O filme é uma adaptação do livro Um pai de cinema, do escritor chileno Antonio Skármeta, que também é autor de O Carteiro e o Poeta, também adaptado para as telas.

No elenco, estão nomes como Jonny Massaro, Bruna Linzmeyer, Marta Nowill, Rolando Boldrin, Erika Januza, Ondina Clais, Beatriz Arantes, João Prates e o francês Vincent Cassel.

O filme conta a história das relações familiares de Jacques (Jonny Massaro), professor que vive em um pequeno povoado no Chile, e que sofre com o abandono do pai (Vincent Cassel). As gravações foram na Serra Gaúcha.

O ator e diretor Selton Mello conversou com a jornalista da TV Brasil, Roseann Kennedy, sobre o filme. A entrevista foi exibida na última segunda-feira (31), no programa Conversa com Roseann Kennedy.

Roseann Kennedy: Nesse momento de lançamento do Filme da minha vida, pergunta básica, é o filme da sua vida?

Selton Mello: Acho que é o filme da minha vida. Ele nasce com filme da minha vida, mas ele está se tornando o filme da vida de muita gente. Tenho viajado o Brasil inteiro, que é uma coisa rara, na hora de um lançamento de um filme. Hoje em dia quando vão lançar um filme é São Paulo e chamam um jornalista de Brasília, que vai lá cobre o evento e tal. Não, eu faço questão de viajar nos lugares todos, porque tenho público muito grande que acompanha meu trabalho de forma carinhosa. Então, tenho viajado para muitos lugares, já fui para Goias, Campinas, São Paulo, Rio, e  o filme está causando um grande encantamento e isso me dá uma alegria muito grande, porque agora ele deixa de ser da minha vida para ser da vida de muita gente.

Roseann Kennedy: O objetivo era esse desde o primeiro minuto um filme que comove..

Selton Mello: Um filme doce, terno, cheio de lirismo, um filme que faz bem. Um filme que te devolve melhorado na saída do cinema, em tempos tão estranhos, que a gente vive, não só no país como no mundo todo, esse filme é um bálsamo, é uma flor que brota no asfalto. Então é uma chance do público poder ter paz e assistir uma coisa linda e você poder sair bem, isso é um presente para o público.

Roseann Kennedy:  Como é escrever o próprio filme, como o caso de O palhaço, e no caso desse, já pegar uma história e complementar colocando Selton Mello ali dentro?

Selton Mello: É porque o cinema tem poética outra dinâmica, preciso de viradas, preciso manter o público atento, preciso de atos, ato que termina e começa o outro e mantém o interesse no próximo ato, preciso de conflitos, preciso mexer nos personagens, preciso ter mais aventuras para eles e isso só foi possível porque o Antônio Skármeta me deu total carta branca e ele tinha confiança absoluta que não ia trair a essência do livro. E de fato a essência do livro,  a ternura do livro, a beleza  que há naquele livro, tá no filme, mas eu precisei ir além e criar outros signos e outros acontecimentos.

Roseann Kennedy: Qual foi o momento mais emocionante para você? Até mesmo na hora que ficou pronto?

Selton Mello: Muitos, difícil. Para mim era muito emocionante filmar a mãe, porque era um filme sobre pai e filho, mas a mãe tem papel muito importante e filmar a mãe (pausa) foi a coisa mais comovente.

Hoje acontece o show do cantor Mano Walter em São Luís com uma mistura de  forró e música sertaneja no estilo do cantor vaqueiro, e tudo começa a partir das 16h, no Valparaíso Acqua Park (Estrada da Pindoa, 3 – Pindoba, Paço do Lumiar – MA). A apresentação faz parte da festa Beba Mais, cujo nome é o mesmo de um dos sucessos que o artista emplacou ao longo da carreira.

O cantor Andson Mendonça e o DJ Rogério Mix estarão na abertura do evento e em clima com o nome da festa, o setor Splash terá open de cerveja itaipava durante 06 horas.