A especulação já tomava conta da Internet. O colunista Bruno Astuto já tinha dado em primeira mão a confirmação da gravidez da baiana e hoje, 12, a cantora revelou em seu perfil do Instagram a gravidez. “A foto já diz tudo: são 2!!!!!! Uhuuuuu. Tô chorando e escrevendo pra vcs zamuris lindos de mãe”, escreveu Ivete Sangalo em post na sua conta do Instagram.

A Universidade Federal do Maranhão (Ufma) movimentará o mercado local de artes plásticas com a realização da aguardada exposição ‘Múltiplas Linguagens’, do artista visual Fábio Vidotti. A coletânea reunirá uma amostra da produção artística do autor. A abertura será nesta quinta-feira (14), às 19h, na Galeria Antônio Almeida, sede provisória do Departamento de Assuntos Culturais (Dac/Proexce), na rua Humberto de Campos, 174.  Centro, em São Luís (MA). A exposição ficará aberta ao público até o dia 06 de outubro/17. Participe!

A visitação poderá ser feita de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 17h. Em ‘Múltiplas Linguagens’, Vidotti apresentará mais de 40 obras de artes. Será uma criativa e diversificada mistura de abstração, cenas urbanas, esculturas e painéis na técnica assemblagem, entre cantos de moldura e reaproveitamento de placas de computador, onde o artista constrói o imaginário de grandes cidades que vai além da ficção da mente humana. As obras do artista estarão disponíveis para negociação. Por meio de uma reserva firmando compromisso na entrega no final da exposição.

Com realização do Dac/Proexce, a mostra terá ainda cinco esculturas em aço, sendo cinco peças da linguagem ‘Guerreiros’, e uma obra inédita intitulada ‘Themis, a Deusa da Justiça’, com 150 cm de altura e 30 quilos de puro aço. A diretora do Dac e coordenadora da exposição, Fernanda Santos Pinheiro, destaca que Vidotti é “um artista visual com ampla experiência em várias vertentes das artes plásticas”. A mostra tem apoio da TV Ufma, Universidade Fm, Fundação Sousândrade e Gráfica Universitária”.

Nascido na cidade de Belo Horizonte (MG), Vidotti escolheu o Maranhão para viver e aqui, graças a sua versatilidade e competência, se firmou como um dos mais expressivos artistas das últimas décadas. “Sou apaixonado pelo que faço. Sou um irrequieto nato. Utilizo várias técnicas para compor as nossas obras de artes”, define o artista, que já realizou 50 individuais, 15 coletivas e conquistou oito premiações em mais de 40 anos de sua produção.

Colaboração de Fernanda Santos Pinheiro